Mais uma promoção, participem!

Olá, pessoas.

Eu já estava ansiosa para lançar mais alguma promoção aqui no blog Lápis, papel e borracha, agora eu já posso matar essa ansiedade. Aposto que vão adorar a ideia! Em falar em aposta, o que acham de ganhar um exemplar do livro “Aposta”?

Como prêmio dessa promoção, você levará o livro “Aposta” (de N. Ramiro – Metanoia Editora) autografado, mais um marcador de texto temático do livro.

Para ganhar basta seguir as regras abaixo:

(01) Comente neste mesmo post respondendo a seguinte pergunta: “Por que eu deveria ganhar o livro Aposta?”

(02) É preciso estar seguindo o blog. Caso você vença e não esteja seguindo, estará automaticamente desclassificado. [O botão para seguir encontra-se ao lado esquerdo da página!]

(03) Para confirmar sua participação é preciso que tuíte a frase: “Já respondi a pergunta do @blogLPB e quero ganhar o livro “Aposta” da @aJUDDa! http://kingo.to/1b13 #LivroAposta 

A melhor resposta ganhará o livro e o marcador autografados! Não deixem de participar. As respostas não serão avaliadas apenas por mim, pois assim será mais justo. A Luísa Druzik do MoovBR ( moovbr.wordpress.com ) vai ser quem vai me ajudar.

Participem e chamem seus amigos para conhecerem meu livro juntamente dessa promoção! O resultado vai sair dia 28/09.

Sorteio no twitter de mais um livro! Participem!

Image

Olá. Como eu disse que em breve teríamos mais uma promoção no blog, aqui estou eu lançando um sorteio no twitter. É bem fácil de participar e concorrer, o ganhador ganhará um exemplar do meu livro “Aposta”.

Para participar basta:

1. Postar a seguinte frase: “Eu quero ganhar o livro “Aposta” que a @aJUDDa e @ficciados estão sorteando #LivroAposta http://migre.me/a221x ”

2. Para ter mais chances de ganhar, pode acrescentar aos seus tweets comuns a tag #LivroAposta

O sorteio será feito pelo twicket, por isso é de EXTREMA IMPORTÂNCIA a presença da tag #LivroAposta. O resultado sairá dentro de duas semanas.

“Brandon Harris é um dos homens mais desejados de Londres, bonito, rico e com bons contatos. É conhecido por ser um heartbreaker, arrasador de corações. Muitos foram os que tiveram o coração partido pelo belo moreno de olhos azuis. No entanto, Oliver Collins, um londrino confiante se envolve com o charmoso Brandon. Até onde sua confiança pode levá-lo?”

Resultado do Concurso Aposta!

Image

Olá. Hoje, dia 16, sai o resultado do #ConcursoAposta. As histórias publicadas no fórum foram realmente boas. Adorei o resultado, e por conta da alta qualidade dos textos, foi difícil escolher um vencedor. Todavia, Luísa juntamente de mim, chegamos numa história comum que ambas achamos que ficou muito boa.

Esse concurso além de ter o intuito de promover o meu livro, também de inaugurar o Fórum Ficciados Brasil ( http://ficciados.forumeiros.com/ ), então se você gosta de escrever, sinta-se livre para usar nosso fórum para publicar seus escritos. Se a categoria que você escreve ainda não está no fórum, avise-nos que criamos para você!

O vencedor do concurso de lançamento do Fórum Ficciados Brasil é… Gabriela (Akemihime)!

Sua história ficou realmente boa e, como prêmio do concurso, ganhará um exemplar do meu livro “Aposta” ( http://metanoiaeditora.com/products/APOSTA.html ).

Vamos conferir a história da Gabriela?

Talvez, da próxima vez.

E lá estava ele novamente. Naquele bar pequeno e mal iluminado em meio a uma bela noite estrelada da grande Londres. Sentou-se como de costume na mesa mais afastada do pequeno palco de madeira que jazia sobre o local. Sinalizou para a garçonete lhe trazer o de sempre: apenas uma simplória garrafa de whisky. Seus olhos então se voltaram para o palco, preparado para assistir a mais uma apresentação dela. Ele sempre estava lá por ela.
A passos lentos, uma bela mulher de cabelos em um tom peculiarmente avermelhado, trajando um vestido preto curto, que deixava a mostra suas ousadas curvas, se aproximou de um piano escuro colocado no centro do local para seu desempenho. Sentou-se calmamente e sem ao menos cumprimentar a sua pouca plateia, começou a correr os dedos pelas teclas do instrumento, extraindo um som doce e harmonioso, deixando o ambiente em uma paz inabalável. Pelo menos para ele. A maioria dos clientes daquele bar nunca se mostravam interessados com quem se apresentava no palco, simplesmente ignoravam e continuavam a conversar e beber descontraidamente. Mas não ele. Nunca.
Desde a primeira vez em que pisara naquele local, desde a primeira vez em que seus olhos de um profundo preto se encontraram com os orbes de uma imensidão azul dos dela, sentiu-se conectado à mulher. Pouco sabia dela, isso para não dizer que não sabia absolutamente nada. Apenas que se apresentava toda semana às sextas-feiras na parte da noite naquele simples ambiente, e que assim que terminava, saía apressadamente do palco e sumia de vista. Somente isso, mais nada. Tampouco sabia seu nome, que como vira naquela noite, ela não tinha o costume de conversar ou dizer seu nome para seu público, ou melhor dizendo, para ele, já que era a única pessoa totalmente interessada em sua performance.
A voz da ruiva se fez presente, deixando-o ainda mais hipnotizado. Observava sua boca que se contraía com a letra da música, um desejo de tocar aqueles lábios carnudos surgiu em sua mente. Balançou a cabeça para espantar tais pensamentos, apesar de ser impossível. Seus olhos não conseguiam se desviar da mulher à sua frente, as pessoas ao seu redor pareciam sumir, desaparecer de vista. Era apenas ele e ela, nada mais. Ninguém mais.
A música acabou. Aplausos eram mais do que necessários, mas nunca existiram. Ela apenas se levantou de seu lugar e se dirigiu à frente do bar, sentando-se em um banco vazio afastado de onde o homem estava. A ruiva sorria para o barman, enquanto bebericava um whisky (igual ao dele), calmamente. Ele a seguiu com os olhos, curioso e surpreso pelo fato da mesma não ir embora rapidamente como de costume.
De repente apreensão tomou conta de seu ser. Ele queria, queria muito, conversar com ela. Mas como faria? O que diria? E se o achasse um idiota? A maioria das pessoas tinha a tendência de achá-lo assim, concluiu após recordar das poucas mulheres que já passaram por sua vida. Depois de muito pensar nos prós e contras que uma possível conversa com a mulher poderiam causar, decidiu não arriscar. Não dessa vez. Esperaria até a semana seguinte onde se prepararia psicologicamente melhor e arriscaria uma conversa amigável.
Porém ela não aparecera na semana seguinte. Ao seu lugar, outra bela mulher com um violão em sua mão, cantou algumas músicas alegremente, mas o homem não ficara nada satisfeito, ele queria sua musa de volta. Sendo assim, esperou até a outra semana, onde novamente ela não apareceu. E prosseguiu assim durante um mês inteiro, quando finalmente intrigado (e irritado), resolveu questionar o barman daquele local.
– Onde está aquela bela mulher ruiva que cantava aqui mês passado?
– Ah você deve estar falando da Claire… – Murmurou o barman, assumindo uma expressão triste em sua face, fazendo o outro arquear o cenho. Claire… Então este era seu nome. Uma pontada de preocupação surgiu em seu âmago, mas decidiu não se alarmar por enquanto.
– Lamento, ela faleceu logo após sua apresentação àquela noite.
– O que? – Indagou sem crer no que acabara de escutar. Sentiu as pernas tremerem e sentou-se em um banco, diante do barman.
– Ela estava saindo daqui do bar e acabou sofrendo um acidente de carro. Você a conhecia? – Não. Ele não a conhecia, ela não o conhecia. E era tudo o que mais queria, que aquela bela mulher o conhecesse, soubesse quem ele era. Depois daquela noite treinara horas a fio, pensando em como iria conversar com sua musa. E agora ela se fora. Simplesmente isso, transformando todos os seus sonhos em algo sem vida. Afinal, ele vivia para vê-la. Vivia esperando a sexta-feira chegar para poder visualizá-la naquele vestido pecaminoso, cantando angelicalmente como sempre fazia. Porém agora tudo havia acabado. E os versos de sua última música ainda continuavam a ecoar pela sua mente.

“Porque somos eu e você e todas as pessoas
Com nada a fazer, nada a perder
E somos eu e você, e todas as pessoas e
Eu não sei por que não consigo tirar meus olhos de você”

( http://ficciados.forumeiros.com/t29-talvez-da-proxima-vez )

Parabéns!!

Pretendemos lançar mais concursos em breve! Inclusive um sorteio de mais um exemplar de “Aposta” no twitter.

Para ler todas as histórias do concurso, basta apenas vir aqui http://ficciados.forumeiros.com/f13-concurso-aposta .

É isso ai pessoal, até o próximo concurso!

Concurso “Aposta”

Image

Olá pessoas! Estava tão ansiosa para lançar o concurso por meio deste post. Os exemplares do meu livro acabaram de chegar para mim e como estou com cinco, quero premiar o vencedor de um concurso com um desses exemplares.

Explicando o concurso, vai ser o seguinte: Cada pessoa que deseja participar ganhará duas músicas aleatórias e terá de escrever uma one-shot, ou seja, uma estória curta sobre uma das músicas recebidas, ou se preferir, sobre as duas. As estórias deverão ser postadas neste fórum: http://ficciados.forumeiros.com/ Portanto, antes de postar a fic lá, é preciso fazer o cadastro no fórum.

Regras do concurso:

 

1. Para participar é preciso mandar um email para ficciados@hotmail.com com os seguintes dados:

Nome:

Idade:

Estado:

Twitter: Se não possuir um, ignore esse tópico.

Quando for dia 25 você receberá um email com as duas músicas.

2. Se caso você quiser trocar de música, não posso enviar uma nova, mas pode trocar com uma outra pessoa. Eu preciso ser avisada caso haja troca com alguém.

3. O prazo de entrega das estórias é de três semanas a partir do dia 25, ou seja, dia 16 todas as estórias devem estar postadas no fórum.

4. É possível postar a estória aos poucos ou toda de uma vez, apenas respeitando a regra 3.

5. Será aceita apenas uma estória por pessoa.

6. As estórias devem ser postadas na área “Concurso ‘Aposta’”. E na primeira postagem, deverá vir a tabela padrão do fórum. Facilitando para você, é esta:

No título do tópico, apenas o nome da estória.

Nome:
Autor: 
Gênero:
Censura: 
Andamento:

Sinopse:
Notas:

 

Boa-sorte a todos! E claro, chamem seus amigos 😉

Aposta!

Olá!

Estava tão ansiosa para fazer esse post! Espero que fique bom, pois se não, tentei fazer o melhor. Como andei falando no meu twitter, nyah! e facebook, faria um post dando mais detalhes sobre o meu livro, tal como capa, preço, data de lançamento e modelo de página. Demorei, pois ainda não possuía todas as informações, mas agora as tenho.

Falando brevemente sobre como o livro começou, era uma fanfic não interativa de mcfly. Era uma pudd (Dougie Poynter + Harry Judd) slash. Tinha o nome de “Break your little heart” e foi escrita enquanto minha mente estava focada na música da banda All Time Low que deu nome à fic, e também a “Break your heart” do Taio Cruz. Obviamente os nomes dos personagens tiveram que ser mudados, mas felizmente (ou não), as características físicas não foram alteradas, portanto galaxy defenderes, vocês vão ver os guys ali.

Vamos saber quem era quem?

Harry Judd – Brandon Harris.

Dougie Poynter – Oliver Collins

Thomas Fletcher – Rian Evans

Daniel Jones – Daniel Hill.

E claro, temos a presença de James (Bourne) e Dave – como Carl.

Não sei se todos que sabem do livro chegaram a ler a sinopse dele, então aqui está:

Brandon Harris é um dos homens mais desejados de Londres, bonito, rico e com bons contatos. É conhecido por ser um heartbreaker, arrasador de corações. Muitos foram os que tiveram o coração partido pelo belo moreno de olhos azuis. No entanto, Oliver Collins, um londrino confiante se envolve com o charmoso Brandon. Até onde sua confiança pode levá-lo?”

I’m only gonna break, break, break your, break, break your heart.

Na hora de escrever a sinopse eu olhei para a palavra “heartbreaker” e pensei. Será que tem como colocar algo em português? Mas acabei por desistir, simplesmente não há uma palavra que equipare. Quebrador de corações? Em português soa tão diferente. Galinha? Não, não mesmo. Portanto não pude tirar o adjetivo de Brandon, meu heartbreaker.

– Você sabe que pode se magoar, certo? – Brandon disse levantando uma de suas sobrancelhas enquanto virávamos a esquina indo até o pub mais caro da cidade.

– Você sabe que eu vou quebrar seu coração – ri levemente, dando de ombros – Talvez destruí-lo.

– Uma aposta? – propôs enquanto estacionava o carro, um sorriso bailando no canto de seus lábios. Virou-se para mim e passou a mão de leve pelo meu rosto.

– Vamos lá.”

Brandon vai mesmo quebrar o coração de Oliver?

“Aposta” foi algo que me agradou muito escrever. Começou com uma idéia de ser uma song-fic, mas acabou ficando grande demais para isso, mas não tão grande. Acho que no livro terá mais ou menos 100 páginas. Algo que lemos em um dia se pegarmos para ler com entusiasmo. Enquanto ao preço, será R$20,00. O livro poderá ser adquirido nas livrarias da editora, leitura da savassi, e pelo site da editora também. Este: http://metanoiaeditora.com/

O lançamento oficial será dia 28 de junho, uma quinta-feira, das 19:00hrs às 21:30hrs na leitura da Savassi. Estão todos convidados a me verem lá!

Acho um charme a história se passar em Londres, a capa então, na minha humilde opinião, ficou linda.

Image

Obrigada e… qualquer dúvida, estou aqui para responder.

“- Você perdeu.

– Não me diga.

– Você disse.

– E daí?

– Eu gostei.

– Você é ridículo.

– Mas mesmo assim me ama.

– Não deixa de ser ridículo.”

*Retirei os detalhamentos, afinal, não vou dizer quem perde a aposta, certo?

Piloto

“E a minha alma alegra-se com seu sorriso, um sorriso amplo e humano, como o aplauso de uma multidão.”

Cada pessoa tem seu motivo de alegria. Um amor, uma música, uma história, uma verdade, um mentira, um desejo. O que lhe faz feliz? Não importa o motivo, depois dele sempre veremos refletido em seu rosto um sorriso. Um grande, talvez pequeno, quem sabe um médio? Serão muitos os que tentarão ofuscar o seu sorriso. O que vai fazer? Eu lhe digo, vai sorrir mais. Um amplo e largo, lado à lado. O sorriso destrói as lágrimas e aumenta a alma.

O que está esperando para sorrir?